Nas telinhas: Você

Hora da Leitura 0 Comments



Você é uma das mais recentes séries que a Netflix traz para seus usuários. A série que lançou primeira nos EUA até novembro de 2018, entrou na Netflix no final de dezembro já tem uma promessa de uma segunda temporada.


Eu estava de olho nessa série desde que ouvi falar dela, mas pelo fato de que conhecia todos os atores principais de outras séries como: Gossip Girl, Pretty Little Liars e Once Upon a Time e quando soube que entraria na Netflix achei melhor aguardar para assistir tudo de uma vez.

Baseado no livro com o mesmo nome, "você" gira em torno e Joe (Penn Badgley) o gerente de uma livraria que certo dia vê uma compradora e logo se apaixona por Beck (Elizabeth Lail) uma aspirante à escritora que ele vai tentar de todas as formas fazer com que eles fiquem juntos.

De todas as formas mesmo. Desde o começo da série, vemos Joe usar e abusar das redes sociais para stalker Beck: onde ela mora, onde ela estuda, com quem anda, quem são seus amigos... E através disso, ela passa de stalkear nas redes sociais para stalkear na vida real. A série, desde o inicio, trás uma proposta diferente: A narração de Joe. E assim, estamos na mente dele e entendendo como é que funciona sua mente. 

Quando eu vi essa série, esperava por uma série de suspense onde o psicopata faria de tudo para conseguir alcançar aquilo que queria, nesse caso Beck, e logo me encontrei em um romance um tanto distorcido. 
Porque como falei antes, a série é no ponto de vista de Joe, em sua mente, em sua vida e o fato que praticamente todos os personagens não prestam, é entendível quando você vacila um pouco pendendo mais para o lado de Joe: "Ah, mas ele ama mesmo ela, é um psicopata, mas ele não faz nada que possa afetar ela de forma negativa".
Mas bom, exceto que ele faz, e ao decorrer de cada episódios vamos notando mais e mais que apesar dele dizer e pensar que não faz nada de errado, sabemos que ele faz. O que torna um tanto sarcástico também a forma como Joe pensa, como ele pensa em si mesmo como o melhor de tudo, mas vemos ele cometer erros e erros e se atrapalhar em situações que ele mesmo se mete.

É algo que vale a pena ser assistido, a série não alcançou todo o potencial que deveria ter alcançado, mas ela trás boas criticas como o fato de nos tornamos escravos de mídias sociais e nunca sermos o que aparentamos ser ou como mesmo o protagonista sendo um louco, temos personagens que são tão ruins quanto ele. E em todo o caso, ela ainda é um bom entretenimento para sua pequena maratona de um fim de semana ou quando você for buscar por algo com uma proposta não tão comum.

Por hoje é só pessoal. E vocês? Já viram essa série? O que acharam dela?

0 comentários:

Olá pessoal! Sejam bem vindos à nossa seção de comentários, a opinião de vocês é de extrema importância para nós e vamos adorar ler cada comentário, mas claro, nunca se esqueçam de que gentileza gera gentileza ♥