#8 Se você leu esse, vai gostar desse...

Lorraina Almeida 2 Comments

Olá, pessoal! Como estão?

Hoje estou aqui para recomendar dois livros que podem agradar a dois públicos leitores completamente diferentes! Vamos lá!

The Kiss of Deception


O primeiro livro que vou recomendar é The Kiss of Deception, uma trilogia lançada pela DarkSide Books, que conta a história de Lia, uma princesa do reino de Morrighan que precisa se casar com o príncipe de um reino vizinho para garantir a paz e as alianças entre os reinos, porém, ela não quer viver essa vida arranjada e foge antes do matrimônio ser realizado. O príncipe, seu ex futuro marido, resolve ir atrás dela e descobrir quem é de fato essa princesa. O que ambos não sabiam talvez só um pouquinho é que também seria mandado um assassino para se livrar da princesa. 
O que eu gosto particularmente nesse livro é que não existe ninguém certo e ninguém errado, ele é todo construído na questão de "eu tenho a minha verdade e ela basta para mim", então é extremamente difícil de escolher um lado e defendê-lo até o fim. 
E para quem acha essencial o romance, tem também. Ao longo do livro vai se desenrolando um triângulo amoroso entre a princesa e os dois homens que estão atrás dela, e a Mary E. Pearson faz uma jogada maestral que você fica sem saber quem é o príncipe e quem é o assassino. Muitas intrigas, como em todo reinado.

A Rainha Vermelha


E já que estamos falando em intrigas, esse livro é repleto de intrigas políticas. Sim, você leu certinho, a base da construção narrativa do livro é em torno de política, uma distopia na qual existem dois tipos de sangue: os prateados, com poderes e aquisição monetária, e os vermelhos, escravos e obrigados a servir em uma guerra, e é exatamente esse sangue que vai dividir essa sociedade em quem explora e quem é explorado.
O livro conta a história da Mare Brown, uma menina rebelde que quer livrar a si e ao melhor amigo de irem para a guerra, ela então consegue um emprego no palácio do Rei Tiberias e com isso o livramento do combate. Durante um evento, que determinaria qual menina poderosa, com a família mais influente das grandes casas prateadas, se casaria com o príncipe herdeiro, ocorre um ataque "terrorista" da resistência vermelha. No momento desse ataque, é quando Mare descobre que ela também possui poderes e que eles são maiores do que qualquer prateado já possuiu.
A personagem Mare vive constantemente entre o seu sangue vermelho e as causas dos seus, e os seus poderes que a iguala aos prateados, porém, ela não é nem uma coisa nem outra mais, a personagem é o novo que assusta os dois lados.
Se você curte romance, nesse livro também tem, mas eu não gosto de como o romance é desenvolvido na trama, é muito ralo e facilmente quebrado. Acredito que a autora tenha colocado essa questão para romper um pouco a tensão política que existe no livro e agradar também ao público adolescente, mas foi muito mal construído.

Enfim pessoal, essas foram minhas dicas de hoje! O ponto chave que une esses dois livros é exatamente a questão das intrigas, n'A Rainha Vermelha também está fortemente determinado questões monárquicas e que vão dar o tom de todo o livro. Alguém aí já leu algum desses dois livros? Conta pra gente aqui nos nossos comentários ou nas nossas redes sociais!

A gente se vê no próximo post!

2 comentários:

  1. Olá
    Quero muito ler A rainha vermelha ainda esse ano. Adoro distopias e essa parece ser uma das bem arrebatadoras.

    Vidas em Preto e Branco

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rainha Vermelha é uma ótima distopia, a Victoria Aveyard escreve super bem! Caso você curta bastante jogos políticos/jogos de poder, é definitivamente o seu livro, vai com tudo!

      Beijos,
      Lor.

      Excluir

Olá pessoal! Sejam bem vindos à nossa seção de comentários, a opinião de vocês é de extrema importância para nós e vamos adorar ler cada comentário, mas claro, nunca se esqueçam de que gentileza gera gentileza ♥